DENÚNCIAS CITAM ELO DE PMS COM MORTES NO ES

Grande número de mortes durante onda de violência no ES superlota IML de Vitória (Crédito: Pablo Jacob / Ag. O Globo)
Mais de 30 denúncias apontando o envolvimento de policiais nas mortes registradas nos últimos dias no Espírito Santo foram registradas na Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos. A CBN apurou que, segundo moradores do estado, não apenas policiais militares, mas outras forças de segurança, como policiais civis e guardas municipais podem estar envolvidos nos assassinatos provocados pela onda de insegurança no estado. Até o momento, mais de 140 pessoas foram mortas.
Jovens, entre 17 e 26 anos, negros e da periferia são as vítimas mais frequentes, em ações parecidas, segundo a Secretaria de Segurança capixaba. A Ouvidoria, que funciona pelo disque 100, tem recebido ligações desde o início da crise, que dura dez dias. O órgão federal, que é ligado ao Ministério da Justiça, está em contato com o IML do estado.
O próximo passo é cruzar as denúncias com a lista de mortos, que aos poucos vão sendo identificados pelas autoridades locais. A ouvidora nacional de direitos humanos, Irina Bacci, reuniu relatos, vídeos, notícias de jornais, tudo que possa trazer indícios de quem está matando no Espírito Santo. A ligação com grupos policiais, milícias em emboscadas, assassinatos para ela é clara:



Blog do BG
Tecnologia do Blogger.