NEY LOPES JÚNIOR APONTA DESPRESTÍGIO PESSOAL NA RELAÇÃO COM O GOVERNADOR

O vereador Ney Lopes Júnior (PSD), líder do prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT) na Câmara Municipal de Natal, tornou público hoje (7) seu desconforto com o tratamento que vem recebendo do governador Robinson Faria, líder do PSD no Estado. “Eu desconheço o motivo de o governador não querer falar comigo”, disse o parlamentar, único vereador da legenda na capital.


Ney Júnior contou que procura marcar uma audiência com o governador desde o dia 3 de outubro, logo depois da eleição municipal. “São cinco meses tentando falar com ele, e nada”, afirmou em entrevista ao Jornal 96.
Ao longo dos último meses, Ney Júnior tem recebido respostas evasivas da assessoria do governador, e do próprio Robinson Farias.
Na semana passada, quando foi convidado para assumir a liderança do prefeito Carlos Eduardo, o vereador tentou novo contato. Desta vez, ele abordou Robinson na sessão solene da Assembleia Legislativa para leitura da mensagem do governo.
Ney Lopes tinha certa urgência porque havia recebido o convite para assumir a liderança do prefeito na CMN, e precisava dar uma resposta a Carlos Eduardo. Segundo o vereador, o governador se limitou a dizer: “Um dia conversaremos sobre isso”.
Ney Lopes Júnior relatou ainda que foi alvo de descortesia de Robinson Faria na solenidade da AL. “Como representante da mesa diretora da Câmara Municipal de Natal, vice-presidente da casa, eu sequer fui cumprimentado por ele”, contou o parlamentar.
“Até agora não consigo entender. Gostaria muito que alguém pudesse me informar o motivo de ele não querer conversar comigo. Sempre o defendi das críticas, sempre fui solidário, e estive ao lado dele nos momentos mais difíceis”, disse o vereador.
Indagado sobre a possibilidade de sair do PSD, Ney Lopes declarou o seguinte: “Não penso nisso. Evidentemente, se o governador não quiser que eu faça parte do partido eu estou respaldado juridicamente por resolução do TSE que prevê o desprestígio pessoal como motivo de ‘justa causa’. Mas não cogito deixar a legenda”, falou.
O PSD não teve candidato a prefeito de Natal no ano passado, e o governador Robinson Faria liberou o apoio dos candidatos a vereador da legenda durante o pleito, informou Ney Júnior. 
Mesmo liberado, Ney Lopes Júnior não apoiou a reeleição do prefeito Carlos Eduardo Alves.
Tecnologia do Blogger.