RADAR HOJE: PREFEITO JUNINHO ALVES E VICE-PREFEITO PAULO BRASIL PARTICIPAM DE RODA DE CONVERSA PARA DISCUTIR FUNCIONAMENTO HOSPITALAR


RADAR HOJE: Na manhã de terça-feira 09, o prefeito Juninho Alves e vice-prefeito Paulo Brasil, participaram de uma roda de conversa, para discutir o funcionamento do Hospital Regional Doutor Agnaldo Pereira da Silva. Juntamente com representantes da Sesap, do Ministério Público, de instituições sindicais, conselhos de saúde, representantes do Legislativo e servidores, foram debatidos vários assuntos concernentes a restauração, de onde sairá um relatório por parte da Sesap.

A assistente do Ministério Público, Janisse, explicou que o Termo de Ajuste de Conduta (TAC), proposto pelo MP, para a reestruturação do Hospital Regional de Caraúbas e de outras seis unidades médicas, não é para fechar os hospitais e sim para adequá-los de forma estrutural.

"O TAC não é para fechar as unidades hospitalares e sim para adequar para um melhor funcionamento, para ajustar o hospital a uma realidade conjunta entre Estado e município", explicou.

Já Conceição Fernandes, da coordenação dos hospitais do Rio Grande do Norte, veio fazer um reconhecimento da unidade hospitalar para unir forças para que o atendimento a população não seja reduzido.

"Estamos fazendo um estudo da região para saber o que pode ser acrescentado para melhoria da saúde do município e do Estado. O Estado hoje não tem condições de suportar 24 hospitais sozinho", disse.

Para Ivana Fernandes, que compõe o Conselho Estadual de Saúde, o município tem que procurar parcerias para realizar uma atenção básica de qualidade, desafogando assim a procura ambulatorial do hospital.

"O governo realizou um estudo nos hospitais do RN e elencou sete hospitais que não têm capacidade de se sustentar com produção suficientes para se manter. O MP acompanhou este estudo recomendou que fosse feito um TAC com os municípios onde estas unidades estão situadas, para se manter", destacou.

Já Vera Ferreira, enfermeira da atenção básica de saúde em Natal, defende que os municípios invistam na atenção básica, para que desafogue as unidades hospitalares.

"Gente, precisamos fortalecer a atenção básica. O sistema municipal de saúde tem que dar atenção a esses atendimentos, que podem ser feitos nas unidades dos bairros", enfatizou.

Por sua vez, o coordenador de saúde bucal do RN, defende que haja uma readequação dos dentistas que existem no Estado, muitos deles obsoletos e podem ser aproveitados nos municípios.

"A atenção básica também comporta a saúde bucal e a quantidade de dentista que existe, pode ser usada para fortalecer os municípios", explicou.

Lucas, da equipe de planejamento da Sesap, acredita que a otimização dos recursos financeiros no próprio município, para evitar as pactuações que  trazem prejuízos para o município.

O assessor de imprensa do Hospital Regional de Caraúbas, Lopes Vieira, ressaltou que o fortalecimento das unidades hospitalares seja feito de maneira que possa atender a população com complexidade elevada e que os pequenos atendimentos sejam deslocados para as unidades de saúde dos bairros.

"Sou defensor da pactuação, desde que haja retorno adequado para os municípios. O hospital de Caraúbas é polo e não pode ser fechado ou ter o atendimento reduzido e sim ampliado para que possa salvar vidas", desabafou.

Consórcio
A secretária de Saúde de Caraúbas, Monique Dantas Barreto, defende a formação de um consórcio entre redes municipais de saúde, para que os atendimentos sejam estabelecidos, de acordo com algumas especialidades.

"Nós temos muito forte a obstetrícia e a ortopedia, poderíamos encabeçar essas especialidades, enquanto outros municípios responderiam por outras áreas", defendeu.

O prefeito Juninho Alves, durante sua fala conclamou pela união de todas as instituições caraubenses, na luta pela permanência do hospital em funcionamento.

"O momento é de união. Vamos unir forças para juntos encontrarmos uma forma de fortalecer e ampliar os serviços oferecidos pelo hospital de Caraúbas e esquecer essa história de que vai fechar porque no que depender da nossa luta, vamos buscar parcerias para ampliar os atendimentos", concluiu Juninho Alves.

Após a reunião, parte da equipe vistoriou o hospital, enquanto outra equipe visitou as unidades de atenção básica. Nos próximos dias o governo do Estado vai receber um relatório da visita.

Assessoria de Comunicação PMC
Tecnologia do Blogger.