Rádio Centenário promoveu um debate sobre a Reforma Trabalhista


A rádio Centenário de Caraúbas promoveu ontem dia 30 de dezembro um debate sobre a reforma trabalhista.

Na oportunidade vários seguimentos da sociedade civil organizada foram convidados para um debate amplo e esclarecedor sobre esse tema que vai afetar todos os brasileiros que é a REFORMA TRABALHISTA.


Estiveram presentes nos estúdios da Radio Centenário AM 1510 de Caraúbas, O advogado Vivênio Jácome, Junior do Sindicato, Empresário do ramo têxtil Marcondes Vieira, Adjá Fernandes procuradora do Município e o estudante Mateus Fernandes todos na condições de debatedores e entrevistados:

Mediando o debate esteve Gilson de Souza jornalista da Radio Centenário, Diretor de Programação Jovanildo Fernandes, Elidio Reis diretor Financeiro e a sonoplasta Camila. 

No primeiro momento foram esclarecidos as regras do debate, e feito uma pergunta ampla e geral aos participantes, depois no segundo momento as perguntas foram direcionadas a cada seguimento e o terceiro bloco cada participante questionava os demais da mesa. Por fim foi aberto as considerações.

A pergunta chave do debate foi:

Como a reforma trabalhista impactava na vida das pessoas e como cada analisava se de forma positiva ou negativa se sim explicasse esse não justificasse.


O estudante acadêmico do curso de direito Mateus Fernandes abriu a fala e disse que por se tratar de uma Lei nova os professores universitários e a população ainda vem com muito cautela, pois o processo ainda está acontecendo.



Para o empresário Marcondes a nova reforma “lei” vai permitir que o empresário empregue mais pessoas oportunizando o diálogo direto com o trabalhador.




Para a controladora do município Adja Fernandes   A nova lei tem que ser vista de forma moderada existem suas vantagens e desvantagens. Ainda mais, quando se vê a questão de mudança de gestão e as questões trabalhista que o município sofre via justiça outro ponto enfatizado por ela foi a questão da salubridade e risco para as a mulheres gravidas, pois a nova anula o efeito da lei anterior que não permitia colocar em risco a saúde da gestante.



Para o advogado Vivênio Jacóme   a nova lei já em vigor já começou a preocupar alguns advogado de caudas trabalhista obrigando praticamente a buscarem outras ares e ele vê com preocupação, pois as causas na justiça tendem diminuir e assim como toda lei nova causar benefícios a uns e outros não, mas isso é uma coisa que só o tempo dirá. Ele citou ainda um acaso em que mesmo em vigor um juiz de uma determinado estado revogou uma demissão coletiva garantindo os direito adquiridas dos trabalhadores.



Por sua vez Junior do Sindicado Falou do prejuízo que isso causa ao trabalhador e trabalhadora ferindo direitos, desvalorizando o trabalhador e dando maior poder ao patrão que vai chegar para o trabalhos e impor suas condições afetando ainda mais a classe que vem sofrendo constantemente com a desvalorização salarial e direitos já conquistado que com a ova lei só vai penalizar um lado o lado mais fraco que é o trabalhador.


No segundo bloco do programa Cenário em Debate as perguntas foram direcionadas a cada seguimento, e depois cada representante de seguimento ficaram à vontade para questionar os demais participantes.


Tecnologia do Blogger.