Ministério Público pede afastamento do prefeito

O Ministério Público, através da promotora de justiça de Bayuex, Maria Edlígia Chaves Leite, pediu o afastamento do prefeito interino do município, Luiz Antônio (PSDB).
O MP alega que o gestor praticou ato de improbidade administrativa ao pedir a ao empresário Ramon Accioli a quantia de R$ 100 mil a fim de divulga na impremsa um vídeo que comprometeria o então prefeito, Berg Lima.
A promotora alega que a permanência de Luiz Antônio no cargo pode intimidar possíveis testemunhas e destruição de provas.
Além disso, o MP pede indisponibilidade dos bens do interino. O juiz de Bayeux deu prazo de 15 dias para o prefeito apresentar a defesa e só após vai julgar o mérito da denúncia. Além da Ação Civil Pública, o tucano também é alvo de dois pedidos de cassação na Câmara Municipal.
Além desse do vídeo, o tucano é acusaso de usar a máquina pública para denigrir a imagem do deputado federal, André Amaral (MDB).
Tecnologia do Blogger.