TJP condena a 14 anos de prisão acusado de matar mecânico em Mossoró.

Imagem
José Dimas da Silva Martins, o "Paulista", 26 anos, foi julgado pelo Tribunal do Juri Popular de Mossoró, nesta quinta feira 12 de abril de 2018, acusado de matar com mais de 15 tiros de pistola calibre 380, o mecânico de motos Márcio Alves Gomes, o "Marcinho" , crime ocorrido no dia 21 de outubro de 2016, por volta de 1 e meia da tarde, na Rua Ricardo Guilherme de Lima, próximo ao Hospital Regional Tarcísio Maia, no bairro Aeroporto em Mossoró RN.
Paulista foi condenado a uma pena 14 anos de prisão, que deverá ser inicialmente cumprida em regime fechado, na Penitenciária Mário Negócio em Mossoró.
O advogado de defesa, Dr. José Galdino ainda tentou, junto ao corpo de jurados, a retirada de uma qualificador, para que seu cliente fosse condenado a uma pena menor, mas não conseguiu, já que os jurados seguiram a tese do Ministério Público, que pediu condenado por homicídio qualificado.
Além de homicídio em Mossoró, José Dimas Martins, responde outros processos por assassinato em Umarizal e São Paulo, onde há mandado de prisão em aberto contra ele.
Segundo o promotor de Justiça Dr. Armando Lúcio Ribeiro, José Dimas, o Paulista foi contratado para matar o mecânico Márcio Alves Gomes, pois a vítima teria ameaçado matar o contrantante do crime, identificado como Manoel Forte Neto.

Fim da Linha
Tecnologia do Blogger.