Senado vota hoje PL que reduz preço do diesel e reonera 28 setores

 O presidente do Senado, Eunício Oliveira, durante comissão geral sobre o preço dos combustíveis no Brasil.
O presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), anunciou há pouco que vai colocar ainda nesta terça-feira (29) em votação o projeto de lei (PL) que concede isenção na cobrança do PIS/Cofins sobre o óleo diesel até o fim do ano. Após se reunir com o presidente Michel Temer e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), Eunício defendeu a necessidade de votar a proposta com agilidade para “acalmar o país”.
Segundo ele, que tem negociado com os ministros da equipe econômica desde ontem, o principal objetivo agora é cumprir o acordo assinado pelos caminhoneiros com o governo, que garantiu redução no preço do diesel de R$ 0,46. Já com relação à diferença de arrecadação, Eunício disse que caberá ao governo substituir a receita.


O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), informou, segundo sua assessoria, que o texto da reoneração da folha de pagamento de 28 setores da economia será aprovado da forma como veio da Câmara dos Deputados para não sofrer atrasos na tramitação. Esses recursos servirão para compensar a eliminação da Cide sobre o diesel este ano, prevista no acordo com os caminhoneiros. Jucá confirmou que o presidente Michel Temer irá vetar a emenda que zera PIS/Cofins do diesel, incluída pelo relator Orlando Silva (PCdoB-SP), e que o governo editará um decreto para definir de onde virão os demais recursos para bancar a redução de R$ 0,46 por litro de diesel nas bombas por 60 dias, conforme acertado com os caminhoneiros. 
Tecnologia do Blogger.