Irritada, Rosalba evita encontro com ‘sósia’ de Hiroshima

Instalada nesse sábado (02) num camarote no evento denominado “Pingo da Mei Dia”, que abre o ciclo de festas do Mossoró Cidade Junina (MCJ) 2018, a prefeita Rosalba Ciarlini (PP) não digeriu a crítica incisiva e picaresca que os servidores municipais lhe fizeram.
O uso de uma boneca gigante, vestida de rosa-choque e com faixa transversal branca no peito, com a identificação “Rosa de Hiroshima” em cor preta, deixou-a irritada.
Carlos Augusto encara, ensimesmado, a Rosa de Hiroshima no Pingo da Mei Dia 2018 (Foto: BCS)
Ela foi aconselhada a sair do camarote à passagem do bloco de manifestantes. E assim o fez. Só retornou após a passagem da movimentação.
À frente de um dos trios-elétricos em circulação no circuito do evento, a Rosa de Hiroshima foi encarada com sisudez pelo ex-deputado estadual Carlos Augusto Rosado, marido da prefeita.
Ainda sem Rosalba no camarote, Carlos Augusto se manteve impassivo após passagem da "Rosa" (Foto: BCS)
Mas mesmo assim, ele desviou o olhar de cartazes à altura do seu rosto, com críticas à prefeita e à gestão, além de uma faixa mantida pela “comissão de frente” do bloco, com o seguinte mensagem: “Tô no Pingo da Mei Dia sem um pingo de aumento”.
A mobilização é em face da prefeita emplacar o segundo ano consecutivo de seu governo, sem conceder reajuste algum aos servidores.
Essa não é a primeira vez que Rosalba Ciarlini convive com esse tipo de crítica política. Em sua passagem pelo governo estadual, também se deparou com outra ‘sósia’. A onda de protestos chegou até Mossoró, principalmente em 2013.
Em 2013, protestos se espalharam pelo estado e chegaram também a Mossoró com "Rosalba" à frente (Foto: arquivo)
O que é a “Rosa de Hiroshima”? É um poema de Vinícius de Moraes, musicado por Gerson Conrad na canção Rosa de Hiroshima da banda Secos e Molhados (Ney Matogrosso, Gerson Conrad e João Ricardo). A música foi lançada em 1973, no disco de estréia do grupo. Em 2009 a revista Roling Stone seleciou-a entre as 100 melhores músicas brasileira de todos os tempos, na posição 69. A letra fala dos efeitos das bombas atômicas despejadas sobre o Japão, pondo fim à Segunda Guerra Mundial. É um hino pacifista. Paradoxalmente, a bomba ao ser acionada forma imagem que se assemelha a uma “rosa”.
Carlos Santos
Tecnologia do Blogger.