Trump assina decreto que suspende a separação de famílias na fronteira

Centro de Detenção de Imigrantes no Texas, Estados Unidos: ao menos 2 mil crianças foram separadas de seus pais na tentativa de cruzar a fronteira entre EUA e México
O presidente dos Estados UnidosDonald Trump, assinou uma ordem executiva que coloca fim na crise humanitária que se instalou na fronteira do país com o México em que famílias inteiras foram separadas durante tentativas de travessia. A administração Trump, no entanto, informou que a política “tolerância zero” contra a imigração ilegal irá continuar.
O novo decreto, disse Trump, quer manter as famílias unidas durante os procedimentos migratórios. “Ao mesmo tempo, queremos manter nossas fronteiras fortes e protegidas”, disse ele ao assinar a ordem executiva.
Até então, a política em vigor previa que os adultos detidos durante a tentativa de cruzar do México para os EUA fossem processados criminalmente. Como resultado, os menores de idade eram levados para um abrigo do governo. Em prática há cerca de seis semanas, causou a separação forçada de ao menos 2 mil crianças  gerou uma grave crise de imagem para a gestão Trump, criticada por líderes globais e organizações de direitos humanos.
Tecnologia do Blogger.