Agripino marca convenção com foco em nova luta eleitoral

De forma praticamente cartorial, o DEM realizou sua Convenção Estadual neste sábado (4) em Natal, em sua própria sede. O partido passa a fazer parte da coligação encabeçada pelo PDT e com a candidatura ao governo do ex-prefeito natalense Carlos Eduardo Alves.

O evento marcou um momento particularmente especial na história do partido e do seu principal líder, o senador José Agripino.
Oficializou sua candidatura à Câmara Federal, em vez da reeleição ao Senado.
Seu filho, o deputado federal Felipe Maia (DEM), acaba sendo sacrificado. Não tentará a reeleição, abrindo espaço para o pai.
Cinco mandatos
O senador (agora também candidato à Câmara Federal) tinha anunciado no dia 28 de junho deste ano, que não tentaria renovar o mandato. Fez uma avaliação fria das dificuldades para o pleito e recuou da composição majoritária.
Mossoroense, engenheiro, 73 anos, Agripino é filho do ex-governador Tarcísio de Vasconcelos Maia.
Começou sua carreira política em 1979 como prefeito nomeado de Natal.
Depois, foi eleito governador do estado em 1982 e ao Senado em 1986. Em 1990, pela segunda vez foi eleito para governar o RN.
Mas em 1994, deixou o governo para se candidatar ao Senado novamente. Foi eleito.
No dia 31 de dezembro deste ano, quando encerrar o atual mandato de senador, ele terá completado mais de 28 anos de Casa em quatro mandatos.
“Tudo que fui e sou, eu devo ao povo do Rio Grande do Norte e continuarei sendo a voz forte do meu estado como deputado federal, por isso, conto com todos vocês para me ajudar em mais uma missão”, enfatizou o senador.
Blog Carlos Santos 
Tecnologia do Blogger.