Delegada Renata Costa pede prisão do cantor de forró que agrediu ex-mulher

A delegada Renata Costa, titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher em Parnamirim (Deam), decretou a prisão porque Luciano descumpriu duas vezes as medidas protetivas de urgência determinadas contra ele, apesar de saber as consequências judiciais caso descumprisse a medida. “Ele foi advertido em audiência na terça-feira, dia 28″, disse a delegada.
O músico, que foi filmado em cenas de agressão à ex-mulher, Anna Augusta Josuá, de 24 anos, descumpriu medidas protetivas determinadas pela Justiça, conforme o mandado de prisão preventiva expedido contra ele. Dentre as ações que determinaram a prisão, está a música que Luciano compôs o cantor em referência ao fato. No refrão, ele diz: “Barraqueira, atrevida, vem aqui, bate na minha cara e ainda chama a polícia”. A Justiça havia indeferido o primeiro pedido de prisão contra o cantor, mas determinou a prisão na noite desta terça-feira (4) por causa da recorrência dele em desobedecer as ordens judiciais.
Mandado
O juiz Deyvis de Oliveira Marques, do Juizado de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher de Parnamirim, expediu o mandato: “Consta decisão anterior que aplicou medidas protetivas, as quais não surtiram os efeitos desejados, uma vez que se trata da segunda comunicação de descumprimento, não tendo sido suficiente a aplicação de medida suplementar, por ocasião do primeiro descumprimento, constando, inclusive, prévia realização de audiência de admoestação”, declarou “Assim, inegável que a vítima necessita ser acautelada contra a prática que se verificou, o que não ocorreria se permanecer, o seu autor, em absoluta liberdade, propenso a repetir, quanto necessário, a sua prática delituosa, gerando risco à integridade psicológica/física da ofendida”, complementou o magistrado.
Tecnologia do Blogger.