Membros do PDT pedem expulsão de Carlos Eduardo por apoio a Bolsonaro

AÇAITERIA E SORVETERIA FRUTA DO PÉ
Integrantes do Diretório Nacional do PDT e representantes de movimentos ligados ao partido encaminharam à Comissão de Ética da legenda um pedido para que a candidatura de Carlos Eduardo Alves ao Governo do Rio Grande do Norte seja cassada e para que o político seja expulso da sigla, por causa do apoio declarado por ele a Jair Bolsonaro (PSL) no segundo turno presidencial.
Em nota, os correligionários afirmam que, ao “flertar abertamente com o neofascismo”, Carlos Eduardo feriu a identidade ideológica do PDT, que é um partido “nacionalista, trabalhista e popular” e “de esquerda, antifascista e anti-imperialista”. A necessidade de obediência a esses princípios estaria clara no Estatuto do PDT, segundo os que assinaram o pedido de expulsão.
Tecnologia do Blogger.