Bolsonaro descarta Revalida para médicos formados no Brasil


 O presidente eleito, Jair Bolsonaro  (PSL), participa da comemoração do 73 aniversário da Brigada de Infantaria Pára-quedista,  na Vila Militar em Deodoro.

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, descartou hoje (25) a possibilidade de submeter os médicos brasileiros ao Revalida – prova de avaliação e qualificação exigida para os profissionais formados fora do Brasil. Segundo ele, a hipótese não é considerada. Também criticou a prova realizada pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) aos recém-formados para que tenham o número da entidade.
"Eu sou contra o Revalida para os médicos brasileiros, senão vai desaguar na mesma situação que acontece na OAB. Não podemos formar jovens e depois submetê-los a ser boys de luxo em escritórios de advocacia", afirmou o presidente eleito.
AÇAITERIA E SORVETERIA FRUTA DO PÉ
Agencia Brasil 
Tecnologia do Blogger.