Tem empresário em Caraúbas que ta na mira do Ministério do Trabalho

Imagem relacionada


Depois que o Ministério do Trabalho em parceria com representantes do Ministério Público Federal, Defensoria Pública Federal e da Polícia Federal identificaram e resgataram 25 pessoas, sendo 19 delas atuavam na extração de palha de carnaúba em condições degradantes, e mais 6 pessoas trabalhado numa cerâmica na cidade de Carnaubais nas mesma condições.

Chegou a vez de Caraúbas ser fiscalizada. Segundo informações, o Ministério Público do Trabalho já tem informações suficientes sobre quem e quantos atuam no corte da palha no município de Caraúbas.

Uma fiscalização surpresa poderá acontecer a qualquer instante e caso seja encontrada alguma irregularidade, o empregador responderá por descumprir a legislação trabalhista, manter os trabalhadores em condições de degradância, arcará com os custos de rescisão trabalhistas a todos não registrados.

Ainda de acordo com a lei, o empregador  terá que arcar com o recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) de todos os trabalhadores para que  os mesmos tenham direito a três parcelas do seguro-desemprego.

Vamos aguardar



Tecnologia do Blogger.