FESTA DO CRIME: Mais de 20 são presos e drogas e armas

Uma operação da Polícia Militar da Paraíba colocou fim a uma festa que acontecia durante a madrugada deste sábado (26), em uma casa de eventos, no Portal do Sol, em João Pessoa, onde 412 pessoas foram revistadas e identificadas, duas armas de fogo foram apreendidas, além de frascos loló e porções de drogas que estavam sendo consumidas por participantes. Mais de 20 suspeitos que estavam cumprindo penas em liberdade condicional por tráfico, associação ao tráfico, roubo majorado, entre outros crimes, foram flagrados no local e presos.
policia militar pm carro viatura 300x225 - FESTA DO CRIME: Mais de 20 são presos e drogas e armas apreendidas em João Pessoa
Entre eles, estava o organizador do evento, Josevaldo Gomes da Silva Júnior, de 24 anos, que foi flagrado com uma pistola na cintura. Ele respondia em liberdade condicional por vários crimes, entre eles, por ação contra caixa eletrônico. No local, também foi preso outro envolvido em ação contra instituições financeiras, o Júlio Cesar da Silva França, de 29 anos, também respondendo ao crime – praticado em abril de 2015 – em liberdade condicional.
Conforme os levantamentos realizados pela Polícia Militar, a renda do evento, que trouxe artistas de funk do Rio de Janeiro e de outros estados, seria destinada para custear despesas de um grupo criminoso, que atua no tráfico de drogas na Paraíba, o que deve ser investigado.
A PM atuou com vários grupos operacionais, com apoio do Corpo de Bombeiros Militar, Instituto de Polícia Científica e da Secretaria de Estado da Administração Penitenciária. O local do evento foi todo cercado e os policiais foram revistando e identificando nominalmente os 412 participantes, dos quais 45 já respondiam a algum tipo de processo por crimes. Dois ônibus foram usados para conduzir pessoas que estavam sem identificação até a delegacia. O local da festa foi multado em 25 mil reais por poluição sonora.
O material apreendido e todos os suspeitos flagrados com armas, drogas e com pendências na justiça foram encaminhados para a Central de Polícia Civil, no Geisel.



Fonte: Parlamento PB
Tecnologia do Blogger.