Caminhada “Faça Bonito” chama atenção da população para o combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes em Caraúbas

Aconteceu em Caraúbas,RN na tarde desta sexta-feira, (17), a Caminhada que faz parte da programação da Campanha “Faça Bonito”. A Campanha que traz o slogan "Faça Bonito" -  Proteja  Nossas Crianças e Adolescentes e tem como lema: "Esquecer é Permitir, Lembrar é Combater" que trabalha a conscientização de combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes. 



A caminhada saiu de frente do Ginásio Poliesportivo “Zimar Fernandes” da Escola Josué de Oliveira no Bairro sebastião Maltês e é uma ação da mobilizadora da Prefeitura de Caraúbas, por meio da Secretaria de Assistência Social, Centro de Referência Especializado de Assistência Social - Creas e Centro de Referência de Assistência Social - Cras que contou com apoio da Conselho Tutelar, Polícia Civil, Polícia Militar, Conselho Municipal da Criança e do Adolescente - CMDCA, Secretaria de Educação, Grupo de Escoteiros e dentre outras instituições.

Com grande participação de crianças e adolescentes das escolas das redes estaduais, particulares e municipais, bem como toda a sociedade civil organizada seguiram juntos pelas principais ruas da cidade até chegar na Praça Reinaldo Pimenta, Centro, tendo como parada de encerramento próximo a sede da administração municipal com apresentação cultural de jovens da Igreja Cristã Evangélica de Caraúbas. 

Durante o percurso os participantes usaram folders informativos, faixas, cartazes e carro de som para chamarem a atenção por onde passava a caminhada para a problemática do abuso e exploração de criança e adolescentes.

De acordo com o vice-prefeito que também é secretário de Assistência Social, Paulo de Paiva Brasil a campanha tem um objetivo muito importante que é chamar atenção da sociedade para assumir a responsabilidade de prevenir e combater a violência das crianças e adolescentes. “O nosso intuito como secretaria de Assistência Social é mobilizar a comunidade e convocá-la para  se engajar contra a violação dos direitos, promovendo a segurança de nossas crianças e adolescentes; se por acaso alguém tiver suspeitas ou conhecimento de que alguma delas que estejam sofrendo violência, denunciem, procurem o Conselho Tutelar ou disque 100” enfatizou Paulo Brasil.








Assessoria de Comunicação PMC
Tecnologia do Blogger.