Por epidemia de dengue, Câmara cassa mandato do prefeito

Câmara de Vereadores de Tupã, no interior de São Paulo, cassou o mandato do prefeito José Ricardo Raymundo (PV) nesta quarta-feira, 29, alegando omissão no combate à dengue. A cidade vive uma epidemia da doença com 4.118 casos confirmados e 6 mortes este ano. A perda do mandato foi aprovada por 11 votos a 4. O vice, Caio Aoqui (PSD) já tomou posse. É a primeira vez, em São Paulo, que acontece a cassação de um prefeito por essa razão. Raymundo se diz injustiçado e vai recorrer à Justiça na tentativa de reaver o mandato.

O prefeito José Ricardo Raymundo (PV) teve o mandato cassado por suposta omissão na epidemia de dengue que atinge a cidade de Tupã, no interior de São Paulo

O processo de cassação foi baseado em denúncia de um morador, protocolada em março na Câmara, atribuindo à omissão do prefeito a "maior epidemia de dengue na história da cidade". O munícipe alegou também o abandono da cidade, que estaria cheia de buracos nas ruas, e a demora na recuperação de estragos causados por uma enchente, em março deste ano. A comissão processante formada pela Câmara entendeu que o prefeito não cumpriu o princípio constitucional da eficiência, deixando de tomar medidas para reduzir o sofrimento dos 76 mil moradores.
Tecnologia do Blogger.