Bolsonaro chama de 'melancia' general que criticou fala sobre nordestinos


Resultado de imagem para bolsonaro
O presidente Jair Bolsonaro usou o Twitter, neste domingo (21/7), para dizer que não criticou o povo nordestino, mas os governadores da região, especificamente Flávio Dino (PCdoB), governador do Maranhão. E, na mesma mensagem, atacou o general da reserva Luiz Rocha Paiva, que condenou as declarações do presidente.
"'Daqueles GOVERNADORES... o pior é o do Maranhão'. Foi o que falei reservadamente para um ministro. NENHUMA crítica ao povo nordestino, meus irmãos. Mas o melhor de tudo foi ver um único general, Luiz Rocha Paiva, se aliar ao PCdoB de Flávio Dino, p/ me chamar de antipatriótico", escreveu Bolsonaro, suprimindo alguns trechos de sua fala, como o uso do termo "paraíba".
Em seguida, o presidente publicou um segundo tuíte, chamando Paiva de "melancia", termo comumente usado por militares da direita para se referir aos de esquerda, que seriam verdes por fora (cor da farda) e vermelhos por dentro. "Sem querer descobrimos um melancia, defensor da Guerrilha do Araguaia, em pleno século XXI".


"Daqueles GOVERNADORES... o pior é o do Maranhão". Foi o que falei reservadamente para um ministro. NENHUMA crítica ao povo nordestino, meus irmãos. Mas o melhor de tudo foi ver um único general, Luiz Rocha Paiva, se aliar ao PCdoB de Flávio Dino, p/ me chamar de antipatriótico.
Tecnologia do Blogger.