Procuradoria cobra R$ 3 bilhões de Henrique Alves e mais 16 pessoas

A força-tarefa da Operação Greenfield apresentou quatro ações de improbidade contra políticos do MDB, incluindo o potiguar Henrique Eduardo Alves, ex-ministro do Turismo. Foram denunciados também Geddel Vieira Lima, Eduardo Cunha e outros 14.

O Ministério Público Federal cobra R$ 3 bilhões para reparação de danos causados à Caixa Econômica Federal e no FGTS, a partir do recebimento de propina pelos políticos.

As ações, movidas na esfera cível, se referem a fatos já denunciados pela Procuradoria na esfera criminal, pelas supostas propinas e lavagem de dinheiro, e tem como objetivo recuperação do dano.
Tecnologia do Blogger.