Dois mortos e seis presos ao fazerem túnel para roubar banco na Capital


Dois bandidos morreram e outros seis foram presos em ação policial para impedir roubo a banco em Campo Grande na madrugada deste domingo, 22 de Dezembro. A organização criminosa construiu um túnel de mais de 60 metros para chegar ao caixa da agência Central do Banco do Brasil, localizada no Bairro Monte Castelo, na Capital.

Os detalhes da operação serão divulgados pela Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestros (Garras) da Polícia Civil, nesta segunda-feira (23), às 9h. Parte da organização criminosa será apresentada à imprensa. 

A entrevista coletiva será realizada na sede do Garras na Avenida Ministro João Arinos, na saída para Três Lagoas, com as presenças dos delegados Fábio Peró e João Paulo Sartori, que por mais de seis meses comandaram as investigações que resultaram na prisão de parte da organização criminosa, especializada em assaltos à bancos em todo o país. Segundo o delegado Fábio Peró, para assaltar a Central do Banco do Brasil de Campo Grande, o bando cavou um túnel de mais de 60 metros, que também será apresentado à imprensa. “Nós estamos estudando a forma de fazer isso, uma vez que por conta das chuvas que caem na cidade há riscos de desabamento”, alerta. 

Conforme o apurado, os bandidos teriam se hospedado em uma casa nas proximidades da Central onde cavaram o túnel. O trabalho de escavação era feito em rodízio entre os bandidos. Parte dos integrantes da quadrilha seria do Nordeste.

Durante a coletiva, serão repassados os detalhes da ação criminosa que causaria milhões em prejuízos e que foi impedida pelo Garras, bem como apresentada parte dos integrantes da organização criminosa, que foram presos na madrugada de hoje, durante ação do Garras.

Tecnologia do Blogger.