Com R$ 3,1 bi, doações contra covid-19 no Brasil ultrapassam 1 ano de filantropia

Doações realizadas por empresas, associações e campanhas de arrecadação para combater o avanço do coronavírus no Brasil chegaram a R$ 3,1 bilhões nesta 2ª feira (20.abr.2020).
O valor ultrapassa o acumulado de 1 ano inteiro de filantropia no país, de acordo com o último relatório consolidado (29 MB) da ONU (Organização das Nações Unidas), lançado em 2017, que indicava queda ano a ano na filantropia no Brasil. As doações totalizavam R$ 2,9 bilhões em 2016.
O sistema financeiro é responsável por 51% do total, chegando a R$ 1,6 bilhão em doações. Parte do valor (R$ 166.933.417, ou 5,2%) foi arrecadada em 129 campanhas e lives realizadas no YouTube, somam R$ 166.933.417.
O banco Itaú é a empresa privada brasileira que mais doou. A instituição foi responsável pelo direcionamento de R$ 1,25 bilhão à causa, correspondente a 39,1% do total. A maior parte vem do aporte de R$ 1 bilhão anunciado em 13 de abril à Fundação Itaú Social. Os recursos aportados serão administrados por 1 grupo de especialistas que definirão as ações de combate ao coronavírus e a seus efeitos. Saiba detalhes.
Eis 1 levantamento dos maiores doadores para o combate à covid-19, com base no monitor da ABCR (Associação Brasileira dos Captadores de Recursos):
Acesse aqui a íntegra de todo o levantamento e veja quem são os doadores e as campanhas realizadas.

Poder360 

Tecnologia do Blogger.