Governo nomeia integrante do Centrão para dirigir obras contra secas

Depois de o presidente Jair Bolsonaro realizar diversas reuniões com integrantes do chamado “Centrão” nas últimas duas semanas, o governo federal oficializou nesta 4ª feira (6.mai.2020) a troca do diretor-geral do DNOCS (Departamento Nacional de Obras Contra as Secas). O nome foi indicado pelo PP e tem décadas de filiação partidária. A troca foi publicada no DOU (Diário Oficial da União).
A portaria assinada pelo ministro Braga Netto (Casa Civil) confirma a exoneração do ex-diretor-geral José Rosilonio Magalhães de Araújo e a nomeação de Fernando Marcondes de Araújo Leão. No partidos do Centrão, a expectativa é que essa tenha sido a 1ª de uma rodada de nomeações pactuadas que envolvem órgãos como Funasa (Fundação Nacional de Saúde) e secretarias em ministérios.
O nomeado desta 4ª feira fez parte do quadro do PTB de Pernambuco de 30 de março de 1988 até duas semanas atrás, segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral). A desfiliação foi consumada no dia 16 de abril de 2020.

Na mesma data da desfiliação do PTB, consta que Fernando Marcondes de Araújo Leão passou a integrar os quadros do Avante de Pernambuco, outro partido que compõe o chamado Centrão.
O novo diretor-geral do DNOCS também foi sócio de diversas construtoras. O Poder360 encontrou 4 em consulta ao site da Receita Federal: Conic; Construtora Santa Tereza; Faz Engenharia & Construção; CTE (Construtora Terranova Empreendimentos). Todas essas empresas estão com situação cadastral baixada. Portanto, não estão mais ativas.
O engenheiro Marcos Alberto de Araújo Leão Filho, parente do novo diretor-geral, já é coordenador do DNOCS em Pernambuco. Ele tomou posse no dia 15 de janeiro deste ano, ainda sob a gestão de Rosilonio.
Marcos é sobrinho do deputado estadual Rogerio Araújo Leão (PL-PE) –conhecido apenas como Rogerio Leão–, aliado do presidente do Avante em Pernambuco, o deputado federal Sebastião Oliveira.
O irmão de Sebastião Oliveira, o primeiro-suplente de senador Waldemar Oliveira, é o presidente do Avante em Pernambuco. O senador titular é Humberto Costa (PT-PE).
Já o presidente do PTB e também integrante do Centrão Roberto Jefferson, que foi deputado federal e participou do mensalão do PT, manifestou-se diversas vezes a favor de Bolsonaro nos últimos dias.
Numa dessas ocasiões, participou de uma transmissão ao vivo na qual acusou o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), de tentar dar 1 “golpe” contra Bolsonaro. O presidente da República transmitiu ao vivo em suas redes sociais as acusações feitas por Jefferson.

Poder360
Tecnologia do Blogger.