Dr Artur Vale assume Prefeitura com contas bloqueadas, serviços suspensos, sucateamento e até sumiço de equipamentos




Empossado prefeito do município de Governador Dix-Sept Rosado no dia 1° de janeiro, Dr Artur Vale encontrou um verdadeiro desmantelo nas estruturas públicas municipais ao assumir a Prefeitura.


Levantamento preliminar feito pelos novos secretários municipais e apresentado na noite desta segunda-feira (04) ao prefeito revela contas bloqueadas, sucateamento e até sumiço de equipamentos públicos.


O desaparecimento de equipamentos inclui grades de tratores, baterias de veículos e o mais grave: bombas de poços que atendem a zona rural. Pelo menos 10 poços não estão funcionando e não há informações sobre a localização das bombas. Dos 6 tratores do Município, apenas 1 está em funcionamento.


Em plena pandemia, o atendimento médico na atenção básica foi suspenso, desde novembro na cidade e bem antes na zona rural, é o caso do Camurim, que não tem atendimento há sete meses.


A Unidade de Pronto Atendimento foi entregue sem médico e sem insumos, como medicamentos e oxigênio, e com uma estrutura totalmente precária. “Dá vergonha para quem trabalha e para quem precisa de atendimento.”, lamenta o médico Anax Vale.


Vários veículos e máquinas estão sucateados e/ou fora de operação, incluindo patrol, retroescavadeira, tratores, caçambão e pá-carregadeira. Cenário que explica o abandono sofrido pelos produtores rurais ao longo dos últimos quatro anos.


A destruição não para por aí. Os seis dessalinizadores que dependem da manutenção da Prefeitura também estão sucateados. Há lixo acumulado em local inadequado e animais soltos nas ruas.


A Escola Municipal Isaura Rosado apresenta problema estrutural grave em razão da presença de cupins. Já a creche do Proinfância teve as portas arrombadas, janelas quebradas e foi tomada pela sujeira.


A biblioteca municipal é o retrato do descaso. O prédio foi tomado por cupins e computadores e centrais de ar não funcionam. “Não tem nada que se aproveite.” relata Ramon Martins, secretário municipal de Juventude, Cultura e Desporto.


As finanças do Município também estão prejudicadas. O ex-prefeito assinou um acordo com o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte e depois o ignorou. O resultado foi o bloqueio das contas do Município até o valor de R$ 1.987.912,19, sendo que R$ 815.465,25 já foram bloqueados.


Após a apresentação desse diagnóstico inicial, Dr Artur Vale agradeceu ao secretariado e pediu, mais uma vez, o empenho de todos para buscar as soluções para tantos problemas. “Já tínhamos uma noção dos problemas, mas só agora, com cada um vendo in loco e tendo acesso à estrutura pública, é que estamos sabendo a verdadeira dimensão das dificuldades que vamos enfrentar. Vamos ter que fazer uma verdadeira reconstrução do nosso município.”, destacou o prefeito.

Tecnologia do Blogger.