Homem não aceita se separar e ataca esposa com martelo na frente do enteado



Segundo a polícia, Alessandro Alves da Silva chegou a confessar o crime por mensagem enviada ao pai antes de fugir

 

Adriany Regina, de 30 anos, foi morta de forma brutal, com golpes de martelo, dentro da própria casa, em Sumaré, interior de São Paulo. O principal suspeito é Alessandro Alves da Silva, marido da vítima.


Ele não foi mais visto após o crime e, segundo a polícia, mandou mensagem para o pai confessando o assassinato. A mulher vinha tentando sair do relacionamento, que durou 4 anos. Alessandro era muito possessivo e não aceitava ser deixado pela mulher. O filho de 9 anos de Adriany presenciou a mãe as agressões do padrasto.

Tecnologia do Blogger.