Presidente do IBGE pede demissão




O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) anunciou nesta sexta-feira (26) que a presidente Susana Cordeiro Guerra pediu exoneração do cargo, por motivos pessoais e de família. Ela continuará na função até a transição para o novo presidente.

Ela pediu demissão em meio ao corte bilionário de repasses ao IBGE para a realização do Censo Demográfico, que foi aprovado nesta quinta-feira (25), na votação pelo Congresso Nacional do Orçamento de 2021. Com a sanção do texto, o orçamento do órgão para a realização da pesquisa reduziu de R$ 2 bilhões para R$ 71 milhões.

O órgão protestou contra a medida, e afirmou que o corte pode inviabilizar a realização da pesquisa. Inicialmente previsto para 2020, o Censo foi adiado devido ao agravamento da pandemia do novo coronavírus, mas já enfrenta resistência de servidores que solicitam uma nova prorrogação da pesquisa.
Tecnologia do Blogger.