União Europeia autoriza vacina da Pfizer para crianças a partir de 12 anos



A EMA, agência que regula medicamentos na União Europeia, autorizou nesta sexta-feira, 28, o uso emergencial da vacina da Pfizer em crianças e adolescentes de 12 a 15 anos de idade. O imunizante já estava liberado no bloco para pessoas a partir de 16 anos.

"O uso da vacina Comirnaty em crianças de 12 a 15 anos será o mesmo que em pessoas a partir de 16 anos. É administrado em duas injeções nos músculos da parte superior do braço, com um intervalo de três semanas", disse a EMA, em comunicado.

De acordo com a EMA, a decisão foi baseada em um estudo com 2.260 crianças com idades entre 12 e 15 anos. Os resultados mostraram que a resposta imune gerada pela vacina neste grupo foi comparável a observada em pessoas com idade entre 16 e 25 anos e a eficácia na prevenção da Covid-19 foi de 100%.

Os efeitos colaterais observados também foram semelhantes aos apresentados por pessoas a partir de 16 anos de idade. Os principais são: dor no local da injeção, cansaço, dor de cabeça, dores musculares e articulares, calafrios e febre. Esses efeitos são geralmente leves ou moderados e melhoram alguns dias após a vacinação.

O uso da vacina da Pfizer em crianças e adolescentes dessa faixa etária já está autorizado e em andamento nos Estados Unidos. Recentemente, a Moderna anunciou que sua vacina a base de mRNA - mesma plataforma usada pela Pfizer - também é segura e eficaz em crianças a partir de 12 anos de idade. A empresa pretende pedir à FDA, agência que regula medicamentos nos EUA, autorização para uso neste grupo em breve.

Tecnologia do Blogger.