Mais de 400 policiais militares recusaram vacinas contra Covid na Paraíba

 

Pelo menos 485 agentes de Segurança Pública da Paraíba se recusaram a tomar vacinas contra a Covid-19. O levantamento mostra números da Polícia Militar, Civil e Corpo de Bombeiros.


Os dados foram obtidos pela reportagem do Portal T5 por meio da Lei de Acesso à Informação (LAI). De acordo com a Polícia Militar (PM), 55,22% da corporação recebeu a primeira dose do imunizante, foram 5.940 policiais vacinados. Entre agentes da ativa e da Guarda Militar da Reserva, 410 pessoas recusaram a vacina.


Na Polícia Civil, 1.873 agentes foram imunizados, mas 26 recusaram a vacina.


Até o dia 28 de junho, 1.129 bombeiros militares foram vacinados, represetando 87% do efetivo. A corporação registrou 49 recusas de recebimento da vacina entre os integrantes.


Confira os números dos agentes que negaram a vacina:


Polícia Militar: 410
Polícia Civil: 26
Bombeiros: 49

Os integrantes das corporações assinaram documentos afirmando que não tomariam o imunizante, mas as motivações não foram apresentadas.


Considerado grupo prioritário, a vacinação dos agentes de Segurança Pública foi iniciada no dia 8 de abril, com imunizantes distribuídos de acordo com critérios do Plano Nacional de Imunização (PNI). Os profissionais são atendidos em sistema de drive-thru e são convocados por seus respectivos órgãos.

Tecnologia do Blogger.