“Quem quer a paz, se prepare para a guerra”, diz Bolsonaro em evento militar






O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse nesta 4ª feira (1º.set.2021) que para quem busca a paz é preciso “se preparar para a guerra” e que “com flores não se ganha a guerra”. Deu a declaração em evento militar, no Rio de Janeiro, para homenagem a atletas das Forças Armadas que foram medalhistas nas Olimpíadas de Tóquio.

O chefe do Executivo entregou no evento uma “medalha pessoal” para o boxeador Hebert Conceição, que ganhou o ouro olímpico na categoria peso médio até 78 kg do boxe.

“Enfia a porrada, guerreiro, é isso aí. Com flores não se ganha guerra não, pessoal. Quando se fala em armamento, quem quer a paz, se prepare para a guerra”, declarou Bolsonaro ao entregar o objeto para o atleta, 3º sargento da Marinha e integrante do programa de Atletas de Alto Rendimento das Forças Armadas.

A fala do presidente ocorre poucos dias antes dos atos marcados para o dia 7 de setembro. Bolsonaro tem convidado apoiadores para as manifestações e afirmou na 3ª feira (31.ago) que o Dia da Independência será um “momento ímpar” para o futuro do país e um momento de se tornar “independente para valer”. O presidente anunciou que participará de atos em Brasília e em São Paulo.

Bolsonaro evitou revelar qual medalha entregou para o lutador. “É uma medalha pessoal, tenho certeza que ele vai guardar para a vida toda, não posso dar para todo mundo… Foi tiragem bastante reduzida“, disse. O presidente chegou a dizer que por a medalha ser pessoal “não pode mostrar para ninguém“.

Nesta semana, para apoiadores, o presidente apresentou o que chamou de “medalha dos 3 Is” do “Clube Bolsonaro”. O objeto continha as palavras que o presidente costuma repetir quando fala de si mesmo: “imorrível, imbrochável e incomível”.

No evento, atletas medalhistas olímpicos que são apoiados pelas Forças Armadas receberam a Medalha Mérito Desportivo Militar, criada em 2006. A honraria foi entregue para: Hebert Conceição (ouro no boxe, peso médio), Beatriz Ferreira (prata no boxe, peso leve), Daniel Cargnin (bronze no judô, peso meio-leve), Abner Teixeira (bronze no boxe, peso pesado).

Segundo o governo, os atletas integram o Programa Atletas de Alto Rendimento, do Ministério da Defesa. Ao iniciar o programa os esportistas ingressam na carreira militar em uma das Forças Armadas e passam a receber “uma remuneração, além de assistência médica, acompanhamento nutricional, fisioterapeuta e estruturas esportivas adequadas para treinamento, em organizações militares”.

Poder 360



Fonte: Blog do Gustavo Negreiros
Tecnologia do Blogger.